jazz

Zappa Jazz

O inclassificável Frank Zappa (1940-1993) tinha jeito de roqueiro, mas transitava por vários gêneros, inclusive o jazz. Reinaldo Figueiredo apresenta gravações que músicos de jazz fizeram de composições de Zappa.

clássico

Wolfgang Amadeus... Harnoncourt

Austríaco como Mozart, o maestro Nikolaus Harnoncourt lançou em 2014, aos 84 anos, três CDs dedicados ao compositor, fazendo valer o adjetivo "mozartiano". Arthur Dapieve mostra duas gravações com o Concentus Musicus Wien e uma com o pianista chinês Lang Lang e a Filarmônica de Viena.

literatura em voz alta

Aleijadinho nos versos de Francisco Alvim

Nos 200 anos da morte de Aleijadinho, o poeta Francisco Alvim lê a convite da Batuta os versos de "Degraus da arte de meu país", que escreveu em homenagem ao escultor.

equipe ims - alice sant'anna

As cores de Lu Menezes

Lu Menezes comenta, em entrevista a Alice Sant'Anna, seus três livros de poesia, lançados com longos intervalos entre eles, e lê poemas selecionados.

música é história - batuta na cbn

Braguinha

Braguinha adotou o codinome João de Barro para entrar na música popular sem envergonhar a família, que tinha dinheiro. Suas músicas caíram mesmo no gosto do povo: muitas marchinhas, choro ("Carinhoso"), samba-canção ("Copacabana") e outras bossas.

Outra vez

No dia 21 de dezembro de 1962, realizou-se o histórico show de bossa nova no Carnegie Hall de Nova York, com participações de vários artistas. João Gilberto e Milton Banana apresentaram "Outra vez", de Tom Jobim.

grade de programação

programas mais recentes
destacados em vermelho

destaques

instrumental brasileiro

Quarteto Novo

O Quarteto Novo era um time de feras: Theo de Barros, Heraldo do Monte, Hermeto Pascoal e Airto Moreira. Lançou apenas um disco, em 1967, acompanhou Edu Lobo em "Ponteio" e deixou fortes marcas na música brasileira, como mostra Ricardo Silveira.

especiais

Leila Diniz sem censura

Há 45 anos, em 15 de novembro, em pleno AI-5, "O Pasquim" publicava a célebre entrevista com Leila Diniz. A imprensa nunca mais foi a mesma, a mulher brasileira também. Joaquim Ferreira dos Santos, biógrafo da atriz, conta a história daquele momento e mostra trechos do áudio da entrevista, com todos aqueles palavrões que o jornal substituiu por asteriscos.

a canção no tempo

1975

Entre os sucessos musicais de 1975 estão quatro composições da dupla João Bosco/Aldir Blanc. Outros nomes de destaque naquele ano foram Milton Nascimento, Hyldon e Benito Di Paula.

música é história - batuta na cbn

Lamartine Babo

Lamartine Babo é um dos maiores compositores brasileiros, embora muitas vezes seja lembrado apenas pelas marchinhas. Não é pouco, mas não é tudo, como mostra este passeio por sua vida e sua obra.

seleções

Canções vivas para lembrar dos mortos

Para o Dia dos Mortos, 2 de novembro, Joaquim Ferreira dos Santos preparou uma playlist com canções voltadas para os que se foram. Tem Raul Seixas, Germano Mathias, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Legião Urbana, Titãs, Amado Batista e outros.

os batutas

Luiz Antônio

O militar Luiz Antônio consagrou-se como compositor com músicas que falavam do cotidiano dos subúrbios e dos morros. É autor de sucessos como "Lata d'água" e "Sassaricando".

música é história - batuta na cbn

Ary Barroso

Ary Barroso fez marchinha ("Dá nela"), samba ("Faceira"), samba-exaltação ("Aquarela do Brasil"), samba-canção ("Risque"). Na série do programa sobre os maiores compositores nacionais, ele está no primeiríssimo time.

clássico

Nelson Freire, 70 anos

Nelson Freire, que completa 70 anos neste 18 de outubro, é o tema do programa de Arthur Dapieve. São gravações do pianista quando jovem, tocando Chopin, Schubert, Brahms e Lizst.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 10 - O fim da história

Cole Porter terminou a vida doente e recluso, mas consagrado como um dos maiores artistas do século XX. No último episódio deste documentário, João Máximo mostra as últimas trilhas de sucesso do compositor, como as de "Meias de seda" e "Can-can".

especiais

Antonio Maria, o menino grande - Capítulo 2

Neste segundo programa, que lembra os 50 anos da morte de Antonio Maria, Joaquim Ferreira dos Santos mostra as relações difíceis entre o compositor do samba-canção triste e a alegria amorosa da geração bossa nova que chegou com os anos 1960.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 9 - Reencontro com o sucesso

Mesmo em parceria com outro gênio, Orson Welles, Cole Porter fracassou. Após o acidente, parecia para sempre divorciado do sucesso. Mas renasceu em 1948 com "Kiss me, Kate" e fez outros grandes musicais, conta João Máximo.

música é história - batuta na cbn

Paulo da Portela

Ele não foi só um bom compositor, mas também um líder popular, responsável pelo fortalecimento das escolas de samba e do próprio samba. Paulo da Portela ainda criou a tradição portelense, que desembocou em Paulinho da Viola.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 8 - Do palco para a tela

As músicas de Cole Porter chegaram várias vezes ao cinema, nem sempre satisfazendo-o, conta João Máximo. Sua vida também chegou, como no filme altamente romanceado em que Cary Grant interpreta o compositor.

especiais

Antonio Maria, o menino grande - Capítulo 1

Antonio Maria morreu há 50 anos, de madrugada, em uma calçada de Copacabana. Escreveu "Ninguém me ama", "Suas mãos" e "Menino grande", joias do samba-canção sentimental e sofrido, de belas melodias e letras, como conta Joaquim Ferreira dos Santos, biógrafo do compositor, neste especial em dois capítulos.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 7 - Um acidente quase fatal divide uma vida em duas

A queda do cavalo que esmagou suas pernas em 1937 reforçou a melancolia de Cole Porter e mudou o tom de muitas de suas músicas. João Máximo conta como ficou a obra do compositor em meio às dores lancinantes que ele sentia.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 6 - Um contador de histórias descobre Hollywood

Cole Porter está presente no cinema em "Nasci para dançar" (foto), "Rosalie" e outros filmes lembrados por João Máximo. Na tela grande, "Begin the beguine" e "Just one of those things" despontaram para a eternidade.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 5 - Vozes favoritas e estilos afins

Fred Astaire era como Cole Porter gostaria de se ver no espelho, escreveu um dos biógrafos do compositor. O ator e cantor era um dos intérpretes favoritos de Cole Porter. João Máximo mostra quem fez parte desse time seleto.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 4 - Canções proibidas... (Ou quase)

Cole Porter fez canções ousadas para sua época, como "Love for sale" e "Let's do it". Falavam de sexo e drogas, para raiva dos censores e alegria dos amigos festeiros do compositor. João Máximo mostra toda a malícia de Cole Porter neste quarto episódio.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 3 - Que coisa é esta chamada amor?

As lindas canções românticas de Cole Porter, como "You do something to me", são as estrelas deste episódio do documentário de João Máximo. O compositor adorava o tema amor, mas não o misturava com sexo em sua vida. (Na foto, com a mulher, Linda.)

música é história - batuta na cbn

Cartola

O fundador da Mangueira e autor de sucessos do rádio ficou dez anos misteriosamente sumidos. Reapareceu para fazer suas músicas mais conhecidas, como "As rosas não falam" e "Alvorada no morro".

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 2 - Mais um americano em Paris

"I love Paris", declarou-se Cole Porter na mais famosa das várias canções que dedicou à capital francesa. Sua paixão pela cidade, iniciada em 1916, foi totalmente correspondida. João Máximo apresenta a história e as músicas desse louco amor.

documentários /
Cole Porter - O homem e suas canções

Capítulo 1 - O começo da história

O documentário em dez capítulos realizado por João Máximo começa com um passeio pelas origens familiares e musicais do compositor, incluindo gravações pouco conhecidas. O episódio já começa a mostrar o que foi o estilo Cole Porter, valendo-se de interpretações de Frank Sinatra, Ella Fitzgerald e Fred Astaire.

música é história - batuta na cbn

Noel Rosa

Noel Rosa aproximou morro e asfalto, injetou altas doses de humor e beleza no samba, e ainda compôs 259 canções em apenas 26 anos de vida. Um fenômeno que mudou a história da música brasileira.

especiais

Lupicínio Rodrigues - Amar é viver no inferno

Lupicínio Rodrigues, de quem se comemora o centenário neste 16 de setembro, foi o mais importante compositor da chamada música de dor de cotovelo. Era diferente dos outros: ao ser abandonado, queria vingança sobre a traidora, como conta Joaquim Ferreira dos Santos.

seleções

Miltinho

O cantor Miltinho morreu neste 7 de setembro, aos 86 anos. Era conhecido como "o rei do ritmo", por causa do suingue de suas interpretações, Nesta seleção da Batuta estão alguns de seus maiores sucessos, como "Mulher de trinta" e "Menina moça".

equipe ims - paulo roberto pires

Outras noites cariocas

O livro "Rio cultura da noite" é o mote para Paulo Roberto Pires dizer que nostalgia não precisa ser usar os mortos para criticar os vivos, mas recordar tempos em que as vidas noturna e intelectual se encontravam na cidade.

seleções

Gegê. Getúlio. Vargas. Por Lira Neto

O escritor Lira Neto, que está lançando o terceiro volume de sua biografia de Getúlio Vargas, preparou para a Batuta uma playlist com músicas que contam a trajetória do ex-presidente. Neste dia 24 completam-se 60 anos do suicídio.

intérpretes

Mônica Salmaso, a emoção nos intervalos do silêncio

Zélia Duncan diz em seu novo programa que Mônica Salmaso é a Nana Caymmi de sua geração. Além de apresentar músicas do CD "Corpo de baile", recém lançado, Zélia passeia por outros momentos da carreira de Mônica.

especiais

Edu Lobo - Canções e parcerias

Edu Lobo, que está lançando CD, DVD e um livro comemorativos dos seus 70 anos, conversa com Joaquim Ferreira dos Santos sobre as principais parcerias de sua carreira e traça um panorama da MPB nas últimas cinco décadas.

especiais

Aracy de Almeida - O samba em pessoa

Aracy de Almeida, uma das maiores cantoras da história da música brasileira, tem seu centenário completado em 19 de agosto. João Máximo narra a vida e a carreira da intérprete preferida de Noel Rosa, apresentando alguns de seus grandes sucessos.