estúdio batuta

Jorginho do Pandeiro e o pandeiro no Brasil

Músico que acompanhou Benedito Lacerda, Pixinguinha, Jacob do Bandolim e outros, Jorginho do Pandeiro chega aos 86 anos na ativa e consagrado como um dos maiores nomes do instrumento. Em entrevista a Cristiano Menezes, ele mostra as batidas de grandes pandeiristas, inclusive a sua.

crônicas do joaquim

Olimpicamente sassaricando

Vamos ganhar poucas medalhas de ouro nas Olimpíadas, mas quem nos vence em música? Em vez de DJs, MCs, pagodeiros e Anittas empoderadas, a festa de abertura precisa mostrar ao mundo a nossa batucada e todos os sons das profundezas nacionais. Que se bote o bloco no Maracanã, pede Joaquim Ferreira dos Santos.

literatura em voz alta

Mario Quintana na voz de Eucanaã Ferraz

O nascimento de Mario Quintana completa 110 anos neste 30 de julho, e a Batuta apresenta seis poemas do autor gaúcho gravados pelo também poeta Eucanaã Ferraz, consultor de literatura do IMS.

piano brasileiro

Tom Jobim

O rapaz que sonhava ser concertista foi convencido a mudar de rumo e se tornou o mais célebre compositor popular brasileiro. Alexandre Dias selecionou uma interpretação solo de Tom Jobim para a primeira música que criou: "Valsa sentimental", mais tarde rebatizada de "Imagina".

Os grilos são astros

VIolonista, cantora, compositora e arranjadora, Rosinha de Valença nasceu no dia 30 de julho de 1941. Para matar a saudade da artista que nos deixou em 2006, ouvimos "Os grilos são astros", composição e gravação da própria Rosinha.

destaques

a voz humana

Duo

Neste programa dedicado a interpretações a duas vozes, Eucanaã Ferraz apenas uma vez recorreu ao caminho previsível das óperas. O repertório tem madrigal, peça religiosa, canto indígena e experimentos contemporâneos.

música é história - batuta na cbn

Sambas d'África

A história do samba que nasceu no Rio e se tornou nacional começa, na verdade, nos africanos escravizados e seus cantos no Vale do Paraíba e no Recôncavo Baiano. Entre os personagens que mantiveram essa memória acesa estão Pixinguinha, João da Baiana e Clementina de Jesus.

seleções

Músicas para chamar a sorte e enfrentar agosto

Quando se trata de agosto, todo cuidado é pouco. A Batuta oferece seu trevo musical em forma de playlist para os que acreditam no mau agouro que traz o mês. Joaquim Ferreira dos Santos fez uma seleção pautada pela palavra sorte e a crença nos bons fluidos.

estúdio batuta

O baú de Pedro Miranda

Em seu terceiro CD, "Samba original", Pedro Miranda, 40 anos, remexe o baú de velhos sambas esquecidos e que merecem um lugar entre os clássicos da música brasileira. Em conversa com Joaquim Ferreira dos Santos, ele se define como um "pesquisador intuitivo".

a voz humana

Outras vozes: Marlui Miranda

Em sua obra baseada na música indígena, Marlui Miranda toma o sistema musical do Ocidente para recriar os cantos nativos sem se distanciar dos rituais a que eles se dedicam. Eucanaã Ferraz selecionou sete peças, incluindo uma interpretada por Gilberto Gil.

piano brasileiro

Miguel Proença

Pianista de talento reconhecido internacionalmente, Miguel Proença é um divulgador fundamental das obras de compositores brasileiros. Sua versão de 1983 para o "Prelúdio fantástico", de Lorenzo Fernandez, foi a selecionada por Alexandre Dias para o programa.

música é história - batuta na cbn

Sambas da cor do pecado

Se lançados hoje, sambas como "Nega do cabelo duro", "Da cor do pecado" e "Mulata assanhada" poderiam ser considerados racistas. Refletir sobre eles não impede que sejam ouvidos com grande prazer.

a volta ao jazz em 80 mundos

Eles estão entre nós - Parte 1

A paixão pela música brasileira continua fazendo estrangeiros deixarem seus países para tocar e morar aqui. No primeiro de um par de programas, Reinaldo Figueiredo apresenta as histórias e os sons de oito instrumentistas, nascidos em EUA, França, Canadá, Austrália e Uruguai.

crônicas do joaquim

Os urubus e Tom Jobim

A música agradece que Tom Jobim estivesse sempre em estados diferentes de atenção, planetas de interesses que nós, pessoas comuns, não alcançávamos. Mas entrevistá-lo era dureza, recorda Joaquim Ferreira dos Santos. A todo momento um urubu pousava na conversa.

seleções

Outros Boscos

João Bosco completa 70 anos neste dia 13, e a Batuta selecionou para a data um pouco do lado B de sua obra: canções não tão conhecidas ou que hoje são poucas lembradas. Todas de grande qualidade, com letras de Aldir Blanc, de outros parceiros e do próprio Bosco.

a voz humana

À voz livre

Liberdade é a ideia central deste programa, em que Eucanaã Ferraz reúne cantos marcados pelo improviso ou pela busca de uma experimentação que dispensa convenções. Clementina de Jesus é a voz brasileira na seleção.

piano brasileiro

Hermeto Pascoal

O piano é apenas um dos muitos instrumentos dominados por Hermeto Pascoal, cuja inventividade é infinita. Alexandre Dias mostra um lado lírico do músico de 80 anos, numa interpretação solo de "Menina Ilza".

música é história - batuta na cbn

Sambas à venda

Francisco Alves (foto) comprava sambas, Noel Rosa vendia, Moreira da Silva comprava, Wilson Baptista vendia... Muitas músicas foram negociadas até meados do século XX, e tem pouco valor fazer julgamentos morais hoje. Mais vale conhecer essa história de fome e fama, dinheiro e falta dele.

seleções

A MPB não é nada olímpica

Para os compositores brasileiros, esportes olímpicos não dão samba. Mas podemos pensar em outras atividades e seus praticantes: "Tiro ao Álvaro", "O rei do gatilho", "Atiraste uma pedra", "Tarzan, o filho do alfaiate"... Na seleção de Joaquim Ferreira dos Santos, vitória só a do humor.

a voz humana

Vozes da voz: colagens

Nascidas nas artes plásticas, as colagens não são novas na música, mas ganharam fôlego com as técnicas digitais. Eucanaã Ferraz seleciona colagens em que as vozes são destaque, entre elas as de Caetano Veloso e Gilberto Gil em "Rap popcreto".

piano brasileiro

Cristina Ortiz

Na adolescência, já era de peso o repertório dominado pela baiana Cristina Ortiz. Nome de destaque no cenário internacional, vive hoje em Londres. Alexandre Dias selecionou a gravação dela, de 1976, para "Dança", de Octavio Maul.

batuta na flip

Gabriela Wiener

A maneira que ficção e jornalismo se misturam em "Outras vidas que não a minha", de Emmanuel Carrère, foi o tema principal da conversa da peruana Gabriela Wiener com a jornalista Marília Scalzo na Casa do IMS.

batuta na flip

Kenneth Maxwell

O Marquês de Pombal, controverso e fundamental estadista português, foi o personagem escolhido pelo historiador e brasilianista britânico Kenneth Maxwell para sua conversa, na Casa do IMS, com o jornalista Flávio Pinheiro.

batuta na flip

Benjamin Moser

Biógrafo de Clarice Lispector, Benjamin Moser criticou, em conversa com Eucanaã Ferraz na Casa do IMS, quem busca engajamento político na obra da escritora e destacou um aspecto dela que pouco se comenta: o humor.

batuta na flip

Valeria Luiselli

A mexicana Valeria Luiselli recordou, em conversa com Alice Sant'Anna na Casa do IMS, o impacto que teve ao ler na adolescência, morando na Índia, o clássico "Pedro Páramo", de Juan Rulfo.

música é história - batuta na cbn

Sambas para frente

O samba tocou em temas, nas décadas de 1930 e 1940, que a sociedade evitava discutir. Noel Rosa, por exemplo, falou de homossexualidade em "Mulato bamba", talvez inspirado em Madame Satã (foto). E Wilson Baptista defendeu em "Lealdade" que o amor deve ser infinito enquanto dure, livre de obrigações sociais.

pixinguinha na pauta

Pixinguinha e Irineu de Almeida

Irineu de Almeida foi professor de Pixinguinha, que tocou sax tenor, décadas depois, evocando o instrumento que o mestre tocava: o oficleide. Everson Moraes reapresenta o oficleide em CD que é a base para este programa detalhar mais um aspecto da singularidade de Pixinguinha.

batuta na flip

Misha Glenny

Autor de "O dono do morro", sobre a favela da Rocinha, o jornalista e historiador britânico Misha Glenny falou na Casa do IMS sobre o seriado "The Wire". Para ele, é um exemplo de que a ficção pode ser até mais eficaz do que a reportagem ao retratar uma realidade complexa.

batuta na flip

J.P. Cuenca

J.P. Cuenca escolheu Lima Barreto, sobretudo o romance "Recordações do escrivão Isaías Caminha", para tema de sua conversa com Paulo Roberto Pires na Casa do IMS. "Seus livros eram reflexos tão perfeitos da sociedade que se tornavam ofensivos."

batuta na flip

Álvaro Enrigue

O escritor William Burroughs fugiu dos EUA em 1952 por causa de problemas com a polícia. No México, matou sua mulher, Joan, com um tiro na testa. A história foi tema da conversa do escritor mexicano Álvaro Enrigue, na Casa do IMS, com Daniel Pellizzari.

batuta na flip

Sérgio Alcides

O poeta e professor Sérgio Alcides se concentrou, na conversa com Alice Sant'Anna na Casa do IMS, na obra de Sebastião Uchôa Leite, reunida agora em "Poesia completa". Segundo ele, ao contrário de muitos, o pernambucano se tornou ainda mais radical na maturidade.

batuta na flip

Laura Liuzzi e Walter Carvalho

A série de conversas da Casa do IMS na Flip 2016 começou com um encontro entre a poeta Laura Liuzzi e o cineasta Walter Carvalho. O assunto principal foi Armando Freitas Filho, referência poética e afetiva para Laura e tema de documentário de Walter.

crônicas do joaquim

O encontro de Roberto Carlos com Ana C.

Ana Cristina Cesar colaborava para uma revista semanal da qual Joaquim Ferreira dos Santos era repórter. Nas conversas entre os dois, o assunto principal era Roberto Carlos. O jornalista lembra nesta crônica como a poeta era entusiasmada súdita do Rei.

a voz humana

Uma obra, uma voz: Canti del Capricorno

O conde italiano Giacinto Scelsi (1905-1988) apostava na improvisação e concebia a criação artística como uma espécie de realidade superior, sendo o artista não mais do que um mensageiro. Eucanaã Ferraz apresenta nove dos 19 Canti del Capricorno feitos por Scelsi e interpretados pela soprano japonesa Michiko Hirayama.

a canção no tempo

Especial - O último capítulo

Zuza Homem de Mello comenta as 50 músicas que ganharam verbetes na nova edição dos dois volumes do já clássico livro "A canção no tempo", feito em parceria com Jairo Severiano. São sucessos entre 1929 e 1985. Elis Regina, com três interpretações, é destaque no programa.

piano brasileiro

Radamés Gnattali

Radamés Gnattali deixou de lado a carreira de concertista para se tornar um dos mais importantes arranjadores da música popular brasileira. Retomou gravações ao piano no fim da vida, como na versão de "Ponteio" (Edu Lobo e Capinan) selecionada por Alexandre Dias.

música é história - batuta na cbn

Machismo no samba

As mulheres apanhavam muito nos sambas da primeira metade do século XX. Boas só as Amélias e Emílias. As letras incomodam hoje, mas as ótimas melodias sobreviveram. Nas últimas décadas, o machismo diminuiu muito no samba, mas não desapareceu.

ontem e sempre

O trio de ouro de Gilberto Gil

Neste 26 de junho, quando Gilberto Gil completa 74 anos, a Batuta apresenta interpretações do artista para peças do repertório de seus três grandes mestres: Dorival Caymmi, Luiz Gonzaga e João Gilberto. E, para comparar, mostra as versões dos mestres. A seleção é de Joaquim Ferreira dos Santos.

prelúdios

Todas as manhãs com Bach

As seis suítes para violoncelo compostas por Bach eram praticamente desconhecidas até que o catalão Pau Casals as descobriu, por acaso, e começou a torná-las populares, além de um desafio para os músicos. Arthur Dapieve selecionou versões de Mstislav Rostropovich, Antonio Meneses e outros, incluindo Casals.

literatura em voz alta

Lendo Ana Cristina Cesar

Para escolher e ler poemas de Ana Cristina Cesar, homenageada da Flip em 2016, a Batuta convidou poetas ligados ou não ao IMS (Eucanaã Ferraz, Alice Sant'Anna, Laura Liuzzi, Marília Garcia e Sylvio Fraga Neto) e integrantes da equipe de literatura do instituto.

documentários /
O feitiço e o feitio de Vadico

A volta ao país, ao piano e ao silêncio

Vadico voltou para o Brasil e descobriu que seu nome como parceiro de Noel Rosa não aparecia em discos. Sua carreira de pianista não decolou, apesar da alta qualidade musical. Terminou a vida, aos 52 anos, num quarto onde só havia a cama e um piano de parede.

documentários /
O feitiço e o feitio de Vadico

Um toque brasileiro em Hollywood e na Broadway

Vadico passou 15 anos nos EUA e fez muito mais do que ainda se pensa. João Máximo mostra que, além de acompanhar Carmen Miranda, ele fez arranjos para filmes da Disney e trabalhou com a importante coreógrafa Katherine Dunham.

documentários /
O feitiço e o feitio de Vadico

O parceiro esquecido

Noel Rosa estava por perto, foi ouvir Vadico tocando a melodia de "Feitio de oração", e ali nasceu uma das mais certeiras parcerias da música brasileira, autora de dez belos sambas. No capítulo inicial da série, João Máximo detalha essas canções e aponta o absurdo de o estupendo compositor e pianista Vadico ser recordado apenas à sombra de Noel, ou nem mesmo isso.

a voz humana

Voz e percussão

Presente em qualquer época e em todas as culturas, a percussão é lembrada aqui, por Eucanaã Ferraz, em formatos variados, com a voz sempre participando de modo original. Além de peças de concerto, há um número de Naná Vasconcelos.

piano brasileiro

Cristian Budu

Paulista de ascendência romena, Cristian Budu assegurou lugar entre os principais e mais originais pianistas da atualidade após vencer o Concurso Clara Haskil, na Suíça, em 2013. Alexandre Dias apresenta Budu tocando em Brasília, em 2016, o Prelúdios Opus 23 nº2, de Rachmaninoff.

música é história - batuta na cbn

Doutores em samba

O samba é essencialmente negro, mas brancos de classe média também brilharam nas primeiras décadas do gênero. Entre eles, o estudante de medicina Noel Rosa, os bacharéis em direito Ary Barroso, Mario Reis e Mário Lago, ainda, o filho de família rica Custódio Mesquita (foto), autor de "Doutor em samba".

ontem e sempre

Chico canta

Chico Buarque completa 72 anos neste 19 de junho consagradíssimo como compositor, mas ainda dividindo opiniões como cantor. Numa seleção feita por Joaquim Ferreira dos Santos, é possível ouvir dez interpretações feitas por Chico de músicas alheias e compará-las com outras versões, quase sempre as originais.

a volta ao jazz em 80 mundos

Hermeto e a música universal

Hermeto Pascoal completa 80 anos neste 22 de junho. E sua música continua dando a volta em 80 mundos. Reinaldo Figueiredo apresenta jazzistas de diferentes países (alguns ao lado de brasileiros) interpretando composições do grande artista, como "Bebê" e "Jegue".

crônicas do joaquim

Contra noites frias, use Nelson Gonçalves

Nelson Gonçalves cantava que "lá fora o frio é um açoite" para aquecer as mulheres. Ele as amava, mas com aquele jeito de machão que, felizmente, saiu de moda. Falava delas, como provou numa entrevista que Joaquim Ferreira dos Santos recorda nesta crônica, sem muita sutileza. Mas sua voz ainda é capaz de esquentar corações.

especiais

Millôr entre amigos

Ainda menina, Fernanda Torres ouvia fascinada Millôr Fernandes conversar com seus pais. Ela e a mãe, Fernanda Montenegro, estão entre as pessoas que falam do artista ou leem seus textos nesta colagem feita por Joaquim Ferreira dos Santos a partir de depoimentos dados ao IMS.

a voz humana

Vozes para James Joyce - quase Bloomsday

O romance "Ulisses", de James Joyce, se passa num 16 de junho. É o Bloomsday, referência ao casal Bloom, do livro. Aproveitando a data, Eucanaã Ferraz selecionou canções presentes nas obras do escritor irlandês. A cantora e performer Numa Ciro gravou uma parte do monólogo de Molly Bloom especialmente para o programa.

piano brasileiro

Pedrinho Mattar

Como solista, acompanhando cantores ou apresentando programas de TV, Pedrinho Mattar teve participação intensa na música popular entre as décadas de 1950 e 2000. Seu estilo marcante pode ser conferido em "Lamento" (de Pixinguinha), gravação escolhida por Alexandre Dias.

música é história - batuta na cbn

Sons do samba

A percussão que se ouvia nas rodas de samba nos primórdios do gênero demorou a entrar nos estúdios. Derrubou preconceitos, ganhou força e passou a ocupar papel central na sonoridade dos discos. O programa traça um panorama dessa história.

ontem e sempre

João Gilberto, 85

Toda música se transforma em outra após ser tocada por João Gilberto. Para saudar os 85 anos do artista, a Batuta selecionou dez pares de gravações para que se possa comparar como certas canções foram interpretadas por outros e como foram por ele.

a voz humana

Vozes do louvor

Cantos que buscam uma aproximação com o divino estão neste programa de Eucanaã Ferraz. São, entre outros, cantos gregorianos, hindus, do catolicismo popular brasileiro e de uma igreja protestante norte-americana.

piano brasileiro

Eudóxia de Barros

Intérprete consagrada do repertório clássico e fundamental na divulgação da obra de Ernesto Nazareth, Eudóxia de Barros tem sua gravação de "Tango brasileiro", de Alexandre Levy, selecionada para o programa sobre ela.

seleções

A fossa inteligente de Maysa

Maysa tinha fossa e tinha bossa. Sofria muito, mas sem perder, ao menos nas canções, a ternura e a elegância. Para marcar seus 80 anos, que ela completaria em 6 de junho, Joaquim Ferreira dos Santos selecionou dez músicas representativas da cantora e compositora.

música é história - batuta na cbn

Malandro é malandro, sambista é sambista

Boêmios e andando no limite da marginalidade, os malandros protagonizaram as letras de samba na virada dos anos 1920 para os 1930. Estiveram no centro da polêmica Noel Rosa x Wilson Baptista. E, como prova Bezerra da Silva, nunca saíram de cartaz.

pixinguinha na pauta

Pixinguinha junino

Os arranjos de Pixinguinha foram fundamentais para que se firmasse, nas décadas de 1930 e 1940, a tradição das marchinhas juninas. Alguns dos sucessos do gênero estão neste programa, assim como as análises sobre os arranjos altamente criativos.

seleções

Para se despedir do outono

A Batuta se despede do outono com uma seleção de músicas que se inspiram na estação. Entre outras escolhas, Joaquim Ferreira dos Santos colheu composições de Caetano Veloso, Edu Lobo e Paulinho da Viola; e interpretações de Elis Regina, Maria Bethânia e Gal Costa.

crônicas do joaquim

O amor irônico de Clarice Falcão

Não se morre mais de amor na música brasileira. Mas dá para rir de amores fracassados. É o que faz Clarice Falcão no CD "Problema meu". E faz, segundo Joaquim Ferreira dos Santos, de um jeito moderno e inteligente. Ele adverte: não é um disco para ser dado de presente no Dia dos Namorados.

seleções

Boal musical

Além de ser o destinatário de Chico Buarque na canção "Meu caro amigo" e parceiro do compositor em "Mulheres de Atenas", Augusto Boal dirigiu musicais como "Opinião", "Arena conta Zumbi" e "O corsário do rei". A Batuta montou uma playlist com este repertório.

a voz humana

Vozes do poema

Eucanaã Ferraz oferece neste programa uma seleção de belos poemas musicados. São versos de, dentre outros, Walt Whitman, Pablo Neruda, Cecília Meireles e Michelangelo com melodias de, por exemplo, Schubert, Britten, Copland e Poulenc.

piano brasileiro

Luiz Eça

Luiz Eça (1936-1992) foi um dos principais responsáveis pela aproximação entre samba e jazz. Como pianista, líder do Tamba Trio e arranjador, influenciou muitos artistas importantes. Como compositor, deixou peças do quilate de "Melancolia", escolhida por Alexandre Dias para o programa.

prelúdios

Poder feminino

Arthur Dapieve reúne peças compostas por mulheres. Entre elas estão Chiquinha Gonzaga, que se impôs numa sociedade brasileira ainda mais patriarcal do que a atual; Clara Schumann e Alma Mahler (foto), cujas obras conseguiram não ser completamente sufocadas pelas de seus célebres maridos.

a voz humana

A voz do poeta

Eucanaã Ferraz, que é poeta antes de ser apresentador, selecionou gravações de poemas lidos pelos próprios autores, entre eles Gertrude Stein, Jorge Luis Borges, Murilo Mendes e Elizabeth Bishop. A musicalidade do programa está no encadeamento dos versos, nas pausas, nas inflexões.

a volta ao jazz em 80 mundos

John Coltrane em dose dupla

Assim como já fez com Thelonious Monk, Reinaldo Figueiredo parte de cinco músicas de John Coltrane (como "Naima" e "Giant steps") para propor um exercício comparativo: são duas gravações de cada tema, bem diferentes entre si.

literatura em voz alta

A lua de Murilo Rubião

O IMS celebra o centenário do escritor mineiro Murilo Rubião, pioneiro do gênero fantástico no país, com uma conversa entre Humberto Werneck e Sérgio Alcides no IMS-RJ. A Batuta participa com a leitura do conto "A lua", feita por Julia Menezes.

crônicas do joaquim

Depois de Cauby

Cauby Peixoto não queria ser cool, assinala Joaquim Ferreira dos Santos em sua crônica. Ele queria falar com os sentimentos dos fãs, pôr os bofes para fora. Na contramão das frias vozes da atualidade, Cauby chorou, cantou, misturou a vida com um bocado de gim e botou a história sentimental do brasileiro nas cordas de seu gogó imenso.

seleções

Cauby! Cauby!

Em 2015, quando estava em cartaz o documentário "Cauby - Começaria tudo outra vez", Joaquim Ferreira dos Santos fez uma seleção com sucessos e, também, músicas menos conhecidas do repertório de Cauby Peixoto, que morreu neste domingo, 15 de maio.

especiais

Millôres

A excelência da produção gráfica de Millôr Fernandes está em cartaz no IMS-RJ, mas são outros Millôres os que aparecem neste especial roteirizado por Joaquim Ferreira dos Santos: o narrador de uma autobiografia nada convencional; o autor de frases lidas por Fernanda Montenegro e outros; o compositor de canções pouco conhecidas.

seleções

Muito além do avental sujo de ovo

A playlist da Batuta dedicada às mães, feita por Joaquim Ferreira dos Santos, tem canções de exaltação à figura materna, mas também traz ironia, amargura e até crueldade. Chico Buarque, Caetano Veloso e Cazuza estão entre os compositores.

pixinguinha na pauta

Pixinguinha e Mário de Andrade

Pixinguinha foi informante de Mário de Andrade para o capítulo 7 do "Macunaíma" e para ensaios sobre música. O escritor adorava criações do compositor como "Urubatã" e "Patrão, prenda seu gado". O programa ilumina as relações entre vidas e obras desses dois brasileiros fundamentais.

crônicas do joaquim

Pela preservação do Maluco Beleza

Com dois minutos de conversa, Raul Seixas tentou se levantar da cadeira e caiu sobre o repórter. Este era Joaquim Ferreira dos Santos, que se recorda do entrevistado bêbado para especular sobre o que se fazer para que malucos geniais sobrevivam à própria maluquice.

estúdio batuta

As outras vozes de Zé Renato

Zé Renato, que está lançando caixa de quatro CDs, conversou com Joaquim Ferreira dos Santos, no estúdio da Batuta, sobre vozes masculinas que o marcaram, como as de Sílvio Caldas, Orlando Silva e Roberto Silva. Gravações deles e de Zé Renato estão no programa.

seleções

Trabalhar cansa

A Batuta celebra o Dia do Trabalho com duas listas de músicas num só programa: Luiz Fernando Vianna selecionou dez que exaltam a vagabundagem ou, pelo menos, sonham com ela. Joaquim Ferreira dos Santos apresenta dez que mostram como pode ser sofrida a vida do trabalhador.

prelúdios

No embalo das valsas

O infalível "Danúbio azul", de Strauss II, abre o programa, mas Arthur Dapieve mostra que há muito mais a se apreciar no terreno belo e às vezes melancólico das valsas: Schubert, Chopin, Tchaikovsky, Ravel e os brasileiros Nazareth, Villa-Lobos e Mignone.

especiais

Fernando Faro por Zuza Homem de Mello

Fernando Faro, que morreu neste 25 de abril aos 88 anos, realizou por décadas o programa de música mais importante da TV brasileira: "Ensaio". Quem diz isso, num depoimento, é o pesquisador Zuza Homem de Mello, outro personagem decisivo na história da nossa música e da nossa TV. Ele homenageia o amigo, e a Batuta seleciona cinco gravações feitas no "Ensaio".

pixinguinha na pauta

Especial de aniversário

Todo 23 de abril a música brasileira festeja o aniversário de um de seus maiores mestres. Pixinguinha é lembrado aqui em depoimentos e gravações de Paulinho da Viola, João Bosco, Hermínio Bello de Carvalho, Hamilton de Holanda, Carlos Malta e André Mehmari.

crônicas do joaquim

Paulinho da Viola e o samba da criação

Paulinho da Viola chegou ao estúdio para fazer o disco "A toda hora rola uma estória" (1982) com apenas uma canção pronta. Joaquim Ferreira dos Santos estava lá e recorda como o sambista não tinha pressa. O prazo foi a musa inspiradora que lhe permitiu pôr em versos e notas as vivências acumuladas de quem leva o barco devagar.

documentários

O mundo musical de Shakespeare

Para marcar os 400 anos da morte de Shakespeare, o jornalista Roberto Muggiati selecionou para a Batuta mais de 60 momentos musicais associados à obra do gênio inglês. Entre eles, composições do repertório clássico, canções populares, óperas, produções de teatro e cinema, trilhas de filmes e balés.

seleções

Newton Teixeira, 100 anos

Autor da clássica valsa "Deusa da minha rua" e de outros sucessos, como "Malmequer", Newton Teixeira foi melodista dos mais refinados, muito gravado pelos melhores cantores, como Orlando Silva e Sílvio Caldas. Seu centenário se completou em 4 de abril, e a Batuta o homenageia uma playlist que termina com Roberto Carlos.

pixinguinha na pauta

A história de 'Carinhoso'

A equipe do Pixinguinha na Pauta disseca melodia, letra, harmonia e arranjos de uma das mais importantes músicas brasileiras. O pesquisador José Silas Xavier e o poeta Eucanaã Ferraz participam dessa aula informal, mas rigorosa, sobre a história de "Carinhoso". O choro é ouvido aqui em várias versões, como as de Orlando Silva, Tom Jobim e Radamés Gnattali.

literatura em voz alta

O pastel e a crise

Em 1991, o país estava em crise, e Otto Lara Resende escreveu deliciosa crônica lembrando-se de outra e já remota crise nacional, que ele enfrentou com chopes, livros e, sobretudo, a companhia de Rubem Braga. Lida aqui por Eucanaã Ferraz, a receita de Otto se faz pertinente hoje, não menosprezando-se os suculentos abacaxis comprados na feira.

crônicas do joaquim

Ao telefone com João Gilberto

Joaquim Ferreira dos Santos conta sobre a madrugada em que o telefone da redação tocou e era João Gilberto. Queria falar mal do disco "Brasil", que tinha acabado de lançar. Falou tanto que o repórter não quis mais atendê-lo, entrando para a história como alguém que recusou uma entrevista com João.

pixinguinha na pauta

Pixinguinha e Villa-Lobos

Este programa entra no ar, na Batuta e na Rádio MEC FM, em 5 de março, dia em que nasceu Villa-Lobos. Ele e Pixinguinha se conheceram, sempre se admiraram mutuamente e tinham no choro um forte elo, como demonstra em detalhes este novo Pixinguinha na Pauta.

estúdio batuta

Martinho da Vila na voz de Ana Costa

Ligada à família de Martinho da Vila muito antes de se destacar nas noites da Lapa carioca e gravar CDs autorais, Ana Costa lança um DVD todo voltado para a obra de Martinho. Em entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos, ela conta que o compositor a inspirou a explorar diversos caminhos musicais, não se prendendo a cânones.

pixinguinha na pauta

O carnaval de Pixinguinha

Para muitos dos sucessos carnavalescos de Carmen Miranda, Mario Reis e outros intérpretes, foram fundamentais os arranjos de Pixinguinha, que conciliam sofisticação e leveza, lirismo e alegria.

documentários

O som da rebeldia

O jornalista Roberto Muggiati, autor de diversos livros sobre música, mapeia mais de dois séculos de canções de protesto, dividindo-as em cinco episódios e comentando todas. Elas foram (e algumas ainda são) trilha sonora de mudanças ocorridas no mundo.

estúdio batuta

Ismael, o reitor das escolas de samba - com Cláudio Jorge e Augusto Martins

Lançando um CD dedicado à obra de um dos pioneiros do samba, Cláudio Jorge e Augusto Martins detalham no estúdio da Batuta, para Joaquim Ferreira dos Santos, a importância de Ismael Silva.

pixinguinha na pauta

O Pessoal da Velha Guarda

Na estreia de um programa todo dedicado a Pixinguinha, o destaque maior vai para os arranjos escritos pelo maestro para o "Pessoal da Velha Guarda", histórica série de rádio apresentada por Almirante. Mas também há Radamés Gnattali, Raphael Rabello, André Mehmari e muito mais.

documentários

Frank Sinatra - A voz do século XX

Por ocasião do centenário de Frank Sinatra, João Máximo traça em oito capítulos um painel da vida e da carreira do maior cantor popular da história. A série conta com cerca de 120 gravações, incluindo algumas nunca lançadas no Brasil.

literatura em voz alta

A rosa do povo

A convite da Batuta, o poeta e filósofo Antonio Cicero leu os poemas de "A rosa do povo", o fundamental livro de Carlos Drummond de Andrade que está completando 70 anos em 2015. É possível ouvir uma seleção de 15, como "A flor e a náusea" e "Retrato de família".

documentários

Orlando Silva - A voz e a vida

João Máximo conta a história daquele que, em apenas sete anos (1935 a 1942), ficou consagrado como o maior cantor do país, influenciando João Gilberto e tantos outros. As drogas afetaram a sua voz, mas não o prestígio.

estúdio batuta

Alfredo Del-Penho e as vozes do Brasil

Os estilos dos grandes intérpretes brasileiros, de Bahiano até Zeca Pagodinho, passando por Mario Reis, Jorge Veiga e muitos outros, são o tema deste programa do cantor e pesquisador Alfredo Del-Penho com Joaquim Ferreira dos Santos. Ele está lançando dois CDs.

estúdio batuta

Um quindim de mulher - De Lupicínio para Adriana

O centenário do gaúcho Lupicínio Rodrigues ganha homenagem na voz da conterrânea Adriana Calcanhotto, que conversou com Joaquim Ferreira dos Santos. No CD/DVD "Loucura", ela grava um samba inédito, "Quindim de mulher", que tem os ingredientes para se tornar mais um clássico do compositor.

seleções

Mais de 150 maneiras de ser 'Carinhoso'

A equipe da Reserva de Música do IMS reuniu 153 gravações de "Carinhoso", a obra-prima de Pixinguinha e Braguinha. Da original, de 1928 (antes de a composição ganhar letra), até uma de 2009.